Assessoria – Desde o dia 18 de março, com as aulas presenciais suspensas em decorrência da pandemia que assola o mundo todo, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), em conjunto com as equipes gestoras das escolas da rede pública estadual, tem inovado na utilização de ferramentas digitais que permitem o ensino a distância. 

Com a suspensão das aulas presenciais, tudo precisou ser replanejado, num curto período de tempo. No Acre e em todo o país, as equipes se viram diante do desafio de manter o ensino funcionando, mas de uma maneira diferente e com o uso da tecnologia digital, principalmente.

De acordo com o secretário Mauro Sérgio Cruz, em duas semanas, diferentes setores da SEE trabalharam em conjunto e reformularam a plataforma educacional já existente (www.educ.see.ac.gov.br) e a diretoria de ensino disponibilizou às escolas um guia com orientações iniciais para o período, bem como sugestões de atividades para todas as etapas do ensino.

Dali por diante, com o importante engajamento de gestores e professores, um conjunto de ações foi sendo aplicado.

Quanto à formação foram realizadas por meio da plataforma, diversas oficinas a fim de capacitar os professores para trabalhar com as principais ferramentas digitais, possibilitando estabelecer um diálogo com pais e alunos.

Outra medida adotada pela SEE para alcançar um número maior de estudantes em todo o estado são as videoaulas, que estão sendo gravadas e deverão ser retransmitidas por uma emissora de TV local.

“Nesta plataforma há os mais diversos conteúdos, sugestões de aulas, atividades, vídeos voltados para a saúde vocal dos professores, temos também um guia de saúde mental voltado não só para os profissionais, mas para as famílias e, em breve, estarão disponíveis nossas videoaulas”, explicou.

O secretário explica que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) está analisando o processo encaminhado pela SEE para contratar uma emissora a fim de realizar a retransmissão das aulas e deve ter o parecer final na próxima semana. Outra novidade no que diz respeito ao ensino não presencial são as aulas via rádio, que serão retransmitidas pelo Sistema Público de Comunicação, via rádios Aldeia e Difusora.

“Estamos apenas esperando o parecer da PGE autorizando a contratação para a exibição das aulas. Enquanto isso, desde o mês de abril elas estão sendo gravadas. Nós não estamos parados. Mas precisamos aguardar, porque esse procedimento burocrático é necessário para que tudo seja feito da maneira mais correta e transparente possível, como deve ser e como sempre trabalhamos”, afirmou o secretário.