Considerando a situação de pandemia, bem como a necessidade dos serviços realizados pelos servidores da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), o setor de humanização elaborou um projeto chamado “Cuidando de quem cuida”, que tem como proposta um trabalho de intervenção por meio da implantação da Brigada de Enfrentamento e Combate à Contaminação dos Trabalhadores em Saúde.

A criação da Brigada foi autorizada pelo secretário de Saúde, Alysson Bestene, que constatou e considerou de suma importância esse trabalho de cuidar dos servidores que, na atual conjuntura, estão na linha de frente no combate à pandemia.

“O secretário, bem como o governador Gladson Cameli, não tem medido esforços para que o estado possa dar o suporte necessário à nossa população, por isso desenvolvemos esse projeto, pois, garantindo a assistência e o cuidado com os nossos servidores, estamos garantindo também mais assistência à população”, destaca Francinete Barros, chefe do Núcleo de Humanização da Sesacre.

Cuidando de quem cuida

O projeto o objetivo de capacitar, treinar, orientar, sugerir, elaborar planos de ação e executar as ações que visem amenizar os impactos clínicos e psicológicos dos trabalhadores em saúde causados pelo novo coronavírus (Covid-19).

Entre os trabalhos desenvolvidos estão a orientação aos servidores quanto aos novos fluxos de circulação de pessoas no ambiente de trabalho, a necessidade do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), os protocolos de higienização como o uso do álcool em gel disponibilizado aos servidores, busca ativa de servidores que ainda não foram imunizados, treinamento e orientação aos gerentes das unidades de saúde para evitar o risco de contaminação dos servidores, entre outras ações.

O trabalho da Brigada envolve o Núcleo de Humanização, Departamento de Vigilância em Saúde, Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), Centro de Operações Emergências (COE/Covid-19), Departamento de Atenção Primária (Dape) e outros setores da Sesacre.