Frank Vidal e Willian são assessores do Deputado Roberto Duarte e do Vereador de Rio Branco Emerson Jarude, ambos do MDB.

Uma ocorrência nada comum resultou na presença da polícia na manhã desta sexta-feira. Dois homens se dizendo assessores do deputado estadual Roberto Duarte e do vereador Emerson Jarude, ambos do MDB, invadiram o depósito da merenda escolar, localizado na rua Rio Grande do Sul, no bairro Dom Giocondo.  

Os homens passaram furtivamente pelo portão do depósito, sem se identificarem, e foram entrando no depósito, filmando e fotografando tudo. Logo que os servidores do local perceberam suas presenças e lhes questionaram sobre o que faziam e o que queriam naquele local, deram a famosa carteirada anunciando serem assessores dos ditos parlamentares. Afirmavam que isso lhes dava o direito de estarem ali e quer procuravam averiguar denúncias que haviam chegado a seus assessorados.

Os servidores tiveram dúvida da veracidade do que diziam, haja vista Frank Vidal estar trajando camiseta, bermuda e sandálias de dedo, uma vestimenta que nada lembrava a de um assessor político. A polícia foi acionada e rapidamente chegou ao local.

“Se eles tivessem chegado aqui, se identificado e pedido para verificar os produtos, nós não nos prontificaríamos para acompanha-los e mostrar tudo o que tem aqui em estoque”, disse um servidor que preferiu não ter seu nome identificado.

A prefeita Socorro Neri, ao tomar conhecimento do que ocorria, interrompeu uma reunião que fazia com o Comitê de Compras Municipal e foi ao local para tentar resolver o problema.

Com tom bastante agressivo, Frank Vidal garantia que havia produtos estragados no depósito e que esses estavam sendo enviados para os as escolas. Afirmava, também, que a presença da prefeita no local, acompanhada de fotógrafo e assessores, era politicagem.

Prefeita Socorro Neri apresenta os processo de devolução dos produtos feito pelas escolas

“Esse aqui é um público, mas não significa que não tenha regras para acesso e funcionamento. Se os senhores dizem que há produtos vencidos, não há problema em fiscalizar, mas é preciso que se identifiquem para os servidores do local”, disse Socorro Neri.

A partir de então, a prefeita convidou a dupla para entrar no depósito e fazer as imagens que precisarem.

“A informação de que tem produto vencido aqui, para mim, é uma informação grave. Vão ser tomadas as providências devidas”, garantiu Socorro Neri. “No entanto, esses materiais estavam nas escolas que estão fechadas há mais de dois meses. Esse material voltou para cá para que seja dado o destino adequado”, completou.

Para comprovar sua afirmação, a prefeita mostrou os processos de encaminhamento dos produtos que é feito pelas escolas quando devolvem produtos com data de validade vencida.

Ao final, a prefeita decidiu não denunciar a dupla pela invasão, mas os informou da necessidade de proceder da forma adequada quando de uma nova visita de fiscalização.

A reportagem tentou manter contato com Roberto Duarte e Emerson Jarude, mas seus telefones estavam fora de área. Seus assessores informaram que eles estavam em viagem pra o interior do Estado.

Veja o Vídeo: