Assessoria – Em entrevista concedida à CNN Brasil, nesta sexta-feira, 29, o governador do Acre, Gladson Cameli, falou sobre a pandemia do novo coronavírus, que tem atingido os municípios acreanos e sobre o recurso que o governo federal repassou para a estruturação dos estados. 

Na área da saúde, o governador apresentou a implantação de dois hospitais de campanha com 100 leitos, um em Rio Branco e outro no Vale Juruá. A novidade é que serão hospitais fixos. Além disso, o gestor afirma que pretende flexibilizar o decreto do isolamento social após a entrega dos hospitais. Com o auxilio emergencial enviado pelo governo federal, além de contemplar a saúde, o governador também pretende injetar recursos na economia do Acre.

“Esse dinheiro vem numa hora muito boa, pois este é o momento para estruturarmos os hospitais. Estamos finalizando nossos dois hospitais de campanha, que permanecerão nas regionais de saúde”, afirma.

Crescimento econômico

O governador Gladson Cameli reforçou que o governo do Acre tem como pilar de crescimento econômico o agronegócio, mas que é contra o desmatamento ilegal e que segue todas as medidas implantadas no novo código florestal brasileiro. É de interesse do governador realizar a regularização fundiária, além de prover melhorias nas estradas vicinais. “É importante deixar claro que o Acre não precisa desmatar para que o agronegócio aconteça, implantamos a fiscalização não só na zona rural, mas também na urbana. Queremos gerar um ambiente favorável, diminuindo a burocracia e fortalecendo a economia”, complementa Cameli.

Questionado sobre o debate político, Gladson acentua o que o momento é de união. “Agora devemos estar unidos, falando de vidas, de pessoas, devemos estar juntos para combater o vírus. Com foco no enfrentamento dessa pandemia e fortalecimento da economia, pois é isso que vai dar o sustento para nossas famílias”.