Assessoria – A pandemia obrigou o mundo a se reinventar. E é exatamente isso que técnicos e gestores da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) estão fazendo. O Departamento de Esportes, adaptando-se à nova realidade, planeja a realização da primeira edição dos Jogos Escolares Virtuais.

Júnior Santiago, chefe do Departamento de Esportes, explica que após a realização de uma videoconferência com sua equipe acerca do cancelamento dos Jogos Escolares pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) surgiu a ideia da realização dos jogos virtuais. “O COB já cancelou as etapas regionais e nacional dos jogos nas modalidades coletivas”, informou.

No mês de junho acontece uma outra reunião para tratar das modalidades individuais para a etapa nacional. “Diante de tudo isso que está acontecendo, provavelmente ela (etapa nacional) pode ser cancelada também durante a reunião dos gestores esportivos”, disse.

A ideia é que os jogos on-line possam abranger todo o estado, no qual o Departamento irá realizar tanto as etapas regionais quanto a estadual, envolvendo todas as escolas que queiram participar. “Esses jogos servem para que a gente possa ter um ânimo melhor”, comenta Santiago.

Não haverá uma modalidade específica, mas haverá premiação para as escolas campeãs, como medalhas e troféus. “Nossa ideia é fazer um evento que possa envolver a escola inteira, no qual toda a comunidade escolar possa votar, por meio de enquetes. A escola campeã ganhará também um kit com materiais esportivos”, afirma.

No mês de junho serão abertas as inscrições para que as escolas possam participar. “Vamos dividir por regionais as escolas que irão participar e vamos envolver os núcleos e as escolas, que indicarão um profissional de educação física para participar do congresso técnico”, explica Junior Santiago.

O congresso técnico, ainda segundo Santiago, será realizado por meio de lives, bem como todas as reuniões e encontros necessários para a realização dos jogos virtuais.

Piloto

Além dos jogos virtuais, o Departamento de Esportes também realizará um piloto do Fifa Playstation, do X Games. “Vamos sortear uma escola em Rio Branco e tirar um quantitativo de 20 alunos e 20 jogadores, que irão participar de confrontos presenciais na sede do Departamento”, explica.

As disputas serão realizadas em horários distintos, com confrontos de ida e volta com transmissões realizadas por meio de lives. Da mesma maneira, o campeão receberá medalhas e troféus e a escola materiais esportivos. “Posteriormente, quando passar essa pandemia, vamos envolver mais escolas e mais atletas”, afirma.