Folha do Acre – Uma operação conjunta entre o Exército Brasileiro, Polícia Federal e órgãos de fiscalização ambiental se iniciou na madrugada desta quarta-feira (27), na região da Ponta do Abunã, em Rondônia.

A operação visa proteger a terra indígena da etnia Kaxarai da açõa de madereiros que retiram madeiras e desmatam a região ilegalmente. A polícia e o Ibama resolveu agira após receber denúncias de desmatamento e extração ilegal de madeira.

Cerca de 300 militares do Exército, Força Aérea, Força Nacional e Polícia Militar Ambiental do estado de Rondônia integraram o efetivo que fez parte da fiscalização, juntamente com 150 agentes da PF, PRF, Ibama e demais órgãos.

Após 16 dias de operação, foram aplicada multas, totalizando aproximadamente R$ 11 milhões de reais. Além disso, foi apreendido mais de 4.000m3 de madeira extraída de maneira irregular. A operação terá duração até o próximo dia 10 de junho, de acordo com o decreto presidencial.