Com 142 casos de Covid-19 confirmados, a Prefeitura de Tarauacá, adotou uma estratégia curiosa para alertar os moradores do município sobre os riscos da doença. Em um carro de som, um prestador de serviços da prefeitura vestido de morte e foice na mão diz em um microfone que vai pegar quem não ficar em casa.

A ideia é pedir o cumprimento das regras de isolamento e distanciamento social para evitar a proliferação do novo coronavírus.

“A morte chegou. Se você não ficar em casa eu vou vim pegar você. Pode ficar em casa, se não ficar vou levar cada um”, alerta com uma risada macabra.

O servidor por trás da figura é o Lélio Nunes, de 36 anos. Ele começou a sair com as equipes na terça-feira (26) para as ações de conscientização dos moradores. Os primeiros bairros visitados pela ‘morte’ foi o da Praia, Papacunha e Triângulo.

“Alguns ficam assustados, outros acham engraçado e ficam filmando. Creio que coloca um pouco de pânico porque as pessoas têm ficado muito na rua, não obedecem e isso vai dispersar um pouco. Vendo isso na rua vão pensar um pouco antes de sair de casa”, frisou.

Ação

Com mais de 35 mil habitantes, a cidade já registrou duas mortes pela doença e tem uma letalidade de 1,4. Dos infectados, 58 estão em isolamento domiciliar, três internados e 79 já tiveram alta médica.

O assessor de comunicação da prefeitura, Gilson Amorim, disse que a gestão já fez várias ações para manter os moradores em casa e evitar a proliferação do vírus na cidade.

“Estamos fazendo isso para chamar a atenção da população, alertar de uma forma geral sobre o uso da máscara, da higienização pessoal, para que respeitem a quarentena, respeitem os decretos e só saiam em extrema necessidade”, frisou.

No início do mês, Amorim explicou que as equipes sairiam com um carro de som passando as orientações, mas que mesmo assim ainda é comum encontrar pessoas nas ruas sem necessidade.

“Estamos fazendo o alerta desde o início do mês. A prefeita pediu para a gente intensificar as ações e pensamos no que podia chamar a atenção. A equipe inteira pensou em vestir o rapaz de morte. Tem chamado bastante atenção, as pessoas têm dado atenção para isso”, complementou.

O servidor destacou que outro personagem deve ser usado em próximas ações. “Estamos pensando ainda, não definimos”, concluiu. Por Aline Nascimento, G1 Acre