O Governo do Estado do Acre paga nesta sexta-feira, 29, os servidores ativos e inativos da administração pública estadual. Com esta operação, o governo coloca em circulação mais de R$ 268 milhões. Mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, o Estado mantém como prioridade o pagamento em dia do funcionalismo público.

“Atendendo à recomendação do governador Gladson Cameli no sentido de assegurar a manutenção da regularidade do pagamento de servidores, as secretarias de Planejamento e Gestão e da Fazenda estão envolvidas para garantir os recursos referentes à folha de pagamento”, pontuou o secretário de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão.

Já os servidores da Saúde, além do provento regular, recebem na folha de maio o aumento do adicional de insalubridade. O bônus será pago aos servidores da Secretaria de Saúde, que já recebem o adicional de insalubridade e estão atuando na linha de frente no enfrentamento à Covid-19.

Serão beneficiados mais de 3.500 profissionais como enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas, farmacêuticos, motoristas, médicos, auxiliares de enfermagem, técnicos em radiologia, motoristas, agentes de saúde, biomédicos, bioquímicos, dentistas, nutricionistas, biólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, entre outros.

“É hora de valorizar esses profissionais. Muitos, inclusive, abrindo mão do próprio convívio familiar para amparar aqueles que estão em estado mais crítico da doença. Por isso, nada mais justo que este reconhecimento aos verdadeiros heróis que se dedicam dia e noite aos doentes”, destacou o governador ao enviar o Projeto de Lei à Assembleia Legislativa do Acre.

A Secretaria de Fazenda informou que neste mês não será possível fazer o pagamento de forma escalonada como foi feito nos meses de março e abril. Será necessário aguardar que a terceira cota do Fundo de Participação dos Estados (FPE) seja disponibilizada no último dia útil do mês para complementar o valor da folha de pagamento.

Outra categoria que deve receber bonificação em razão da pandemia do novo coronavírus são os profissionais que atuam na área de Segurança Pública e do Procon. O Projeto de Lei de Auxílio Temporário de Emergência em Saúde (ATS) que institui o pagamento de R$ 420 por período de três meses foi encaminhado pelo Poder Executivo à Aleac e aprovado em sessão realizada no domingo, 24.

Servidores da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Penal, do Instituto Socioeducativo, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Procon, que trabalhem diretamente com a população, terão direito ao auxílio emergencial.

De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão o pagamento deste benefício será efetivado ainda na próxima semana, em folha suplementar. “O governo assumiu como compromisso, reconhecer o servidor público acreano, mantendo a regularidade do pagamento valorizamos nossos servidores e contribuímos com a economia do estado”, ressaltou Brandão.