Na audiência pública nesta segunda-feira (25) , com a bancada federal, o deputado estadual Jenilson Leite ( PSB) cobrou mais parceira e transferência de recursos pelo governo para os municípios isolados do Acre. A audiência contou a participação dos prefeitos das regionais do Purus e do Tarauacá/Envira e o secretário de saúde estadual, Alysson Bestene, senadores, vice-governador Rocha e Ministerio Público.

Segundo Jenilson Leite, os municípios têm conseguido cuidar melhor dos pacientes do que mesmo o próprio Estado, mas falta apoio do governo com as prefeituras dos municípios isolados. Leite cobrou do secretário de saúde Alysson Bestene, mais transferência de recursos. “Sem parceria, o Estado não tem braço para fazer o diagnóstico cedo e tratar rápido sem que haja a necessidade de internações dos infectados. No caso dos municípios isolados, a maior parte deles trabalham às vezes e dão mais assistência do que o próprio Estado, mas estão sendo esquecidas. Por isso, tanto a bancada federal e o governador precisam olhar mais por essas regiões isoladas”.

Para Jenilson Leite, que é médico infectologista, o governo praticamente centralizou o atendimento na UPA em Rio Branco, mas é preciso abrir mais porta. “Para que tenhamos um melhor atendimento, é preciso abrir novas portas de atendimento, ou seja, diagnosticar e tratar sem que seja preciso o paciente vir para Rio Branco. Contudo, temos que mudar o foco do investimento, isto é, através de parceira e transferência de recursos que os municípios dê o suporte necessário às pessoas”, cobrou o médico.

Ainda na audiência, Jenilson também cobrou que as equipes de saúde do interior sejam treinadas para lidar com os pacientes infectados. Outro pedido do deputado, é que o governo distribua ventiladores e respiradores mecânicos para os municípios isolados.