Os deputados estaduais, reunidos em sessão conjunto para debater o projeto que garante R$ 420 de auxilio emergencial aos servidores públicos do setor de segurança, caíram na gargalhada após uma gafe do deputado José Bestene, aliado de Gladson Cameli.

Enquanto a deputada Antonia Sales falava, Bestene disparou, ao esquecer o microfone ligado, que o colega de partido Gehlen Diniz é “muito individualista, rapaz”. Na hora em que percebeu a gafe, o deputado disfarçou como se não tivesse acontecido.

Na hora em que se ouviu o comentário, Gehlen caiu na risada e respondeu: “A gente está ouvindo, Bestene”. Igualmente, Cadmiel Bonfim também disse, sobre o comentário, que “o mundo todo ouviu, só!”.

O PROJETO – Os deputados estaduais se reúnem para apreciar o projeto de lei que cria um auxílio temporário de R$ 420,00 a ser pago aos profissionais da Segurança Pública, que inclui Polícia Militar do Acre, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, servidores do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), agentes do Instituo Socioeducativo (ISE) e do Detran/Acre. O auxílio tem prazo de 90 dias e pode ser prorrogado, caso seja aprovado.

O recurso será consignado à folha de pagamento dos servidores. A estimativa do governo é de investir R$ 2 milhões em auxílio. A ideia é que 4.500 servidores da Segurança sejam assistidos pela medida. Fonte: Notícias da Hora