Presidente do IAPEN qualifica denúncias como tendenciosas e diz que vai apurar as denúncias

Um Policial Penal procurou o Site de Cruzeiro do sul: Portal do Juruá para denunciar que policiais estão sendo obrigados a trabalhar mesmo com os sintomas do Covid-19, colocando em risco a vida de seus familiares e dos colegas de profissão.

De acordo com o policial, a equipe dele já tem três casos confirmados, e o quarto caso foi confirmado na tarde desta quarta-feira (20).

“A esposa de dois servidores contaminados, também já foram infectadas. A gente teme pela nossa saúde e pela saúde da nossa família” disse.

Segundo o Policial, toda a equipe dele teve contato com os infectados, sem contar que na unidade tudo é compartilhado, inclusive a dormida. O servidor alega que a direção se nega a afasta-los.

“A direção do presídio se nega a afastar os servidores, e não se movimenta para realizar os testes.” relata o policial.

Portal do Juruá entrou em contato com o presidente do IAPEN, Arlenilson Cunha, que através da sua assessoria qualificou as denúncias como tendenciosas, mas garantiu apurá-las.

De acordo com o presidente do órgão, todos os chefes, desde o diretor aos chefes de equipes são orientados no seguinte sentido: qualquer servidor que apresentar sintomas, deve ser imediatamente afastado pelo período de 7 dias.

“As denúncias são bastante suspeitas e tendenciosas, porque não há interesse nenhum da direção da unidade de Cruzeiro do Sul, que o servidor venha trabalhar com suspeitas ou apresentando sintomas, pois se ele tiver contaminado, ele vai contaminar outros policias e consequentemente vamos ter baixa no efetivo.” justifica o presidente.

Arlenilson também frisou que a unidade de Cruzeiro do Sul tem dois enfermeiros, que são policiais penais, e estão diariamente acompanhando os casos de Covid-19, tanto dos policiais penais, quanto dos reeducandos.

“A gente está seguindo todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde e dos órgãos sanitários. Mas vamos apurar essas denúncias.” finalizou o presidente do IAPEN, Arlenilson Cunha.

Site: Portal do Juruá