Assessoria – Durante visita aos comandos gerais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, na tarde desta quarta-feira, 13, o governador Gladson Cameli e o vice-governador Major Rocha agradeceram o empenho dos agentes de Segurança Pública no enfrentamento à violência e proteção da sociedade.Para os oficiais do Estado Maior das duas instituições, o governador Gladson Cameli reforçou sua admiração pelo empenho e bravura dos militares nas mais diversas missões, sobretudo, durante a pandemia do novo coronavírus. Para o gestor, a classe merece ser reconhecida e assegurou que não medirá esforços para valorização dos profissionais.

“Os policiais militares e bombeiros têm toda a minha admiração e respeito por tudo que eles representam para a nossa população. São homens e mulheres que arriscam suas próprias vidas para salvar outras. Ainda mais agora, com essa situação do coronavírus, nossos guerreiros estão na linha frente contra essa doença. Gostaria de dizer que conheço a luta de todos vocês e estou ciente das minhas obrigações para poder valorizá-los”, pontuou Cameli.

Sempre abertos ao diálogo, os gestores ouviram, atentamente, as demandas apresentadas pelos militares. Entre as principais reivindicações expostas, uma delas diz respeito à valorização salarial das duas categorias, sobretudo, a nova titulação destes servidores.

Na oportunidade, Cameli reconheceu que o pedido é justo, porém explicou que a retirada do Projeto de Lei sobre a titulação dos militares para votação na Assembleia Legislativa foi uma recomendação do Ministério Público Estadual. Caso a vantagem financeira fosse aprovada e sancionada, o gestor corria o risco de responder pelo crime de improbidade administrativa por ultrapassar o limite de gasto com pessoal estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Lei não se discute, se cumpre. Eu jamais vou passar por cima da lei e lamento muito por não poder conceder a titulação para os nossos militares. Saibam que eu não desisti dessa questão e quero dizer que estou aberto a sugestões para que possamos encontrar uma solução legal e que não comprometa as finanças do Estado”, disse Cameli.

O mesmo pensamento também é compartilhado pelo vice-governador. “Também sou militar e sei o quanto nossa categoria foi esquecida nos últimos anos. Tudo isso que estamos passando hoje poderia ser evitado se gestões passadas tivessem dado o devido respeito para os nossos policiais militares e bombeiros. O nosso governo não tem se escondido e sempre tratando essa questão com muita transparência e responsabilidade”, frisou Rocha.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros elogiou a postura do governador Gladson Cameli pela preocupação e postura adotada em relação ao fortalecimento das instituições militares. Segundo o coronel Carlos Batista, a instituição vem sendo tratada com prioridade desde o início da atual administração estadual.

“Logo no primeiro mês de sua gestão, o governador Gladson Cameli demonstrou sua preocupação com a nossa corporação. Muitos avanços já foram alcançados e outros projetos estão em andamento. Hoje, ele veio reforçar que, mesmo em meio a essa situação de crise que o mundo vem passando por causa dessa pandemia, está disposto a nos ajudar ainda mais”, declarou.