Em continuidade às ações de enfrentamento ao novo coronavírus, o maior desafio já enfrentado pela rede de Saúde Pública do Acre, com tantos casos confirmados em um curto espaço de tempo, o governador Gladson Cameli assinou na tarde desta sexta-feira, 8, a ordem de serviço para a construção do hospital de campanha em Cruzeiro do Sul.

Dois pavilhões, anexo ao Hospital Regional do Juruá, cujas obras não foram concluídas pelo governo passado, serão utilizados para a construção de 10 UTIs, 20 leitos semi-intensivos e 60 leitos normais. Um projeto ousado que deverá ficar pronto em 30 dias, a contar da data de assinatura da ordem de serviço, sob pena de multa diária caso a obra não venha a ser concluída no tempo determinado.

A assinatura do contrato foi realizada durante uma videoconferência que contou com a participação do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, que fez um panorama da situação atual de casos de Covid-19 na região, com 47 pessoas que já testaram positivo para doença. 

Ao lado do secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade, e do secretário de Infraestrutura, Ítalo César Medeiros, Cameli aproveitou a oportunidade para reforçar o pedido de união com os prefeitos no enfrentamento à pandemia e também para que a população permaneça em casa, especialmente neste momento em que o Acre enfrenta a pior fase da doença, com 1.177 casos confirmados e 38 óbitos por complicações da Covid-19.

“Meu pedido é sempre o mesmo, que a gente possa unir forças neste momento de crise, otimizando as estruturas e nos preparando para a pior hipótese, claro que no desejo e na fé de que não aconteça. Por isso, é tão importante essa união com as prefeituras, o isolamento social e o respeito ao decreto para que não aconteça no Acre o que, infelizmente, estamos assistindo acontecer em Manaus”, pontua o governador.

Com um investimento superior a R$ 4,1 milhões, o grande diferencial do hospital de campanha é que não será uma obra provisória, ou seja, erguida e desmontada após a crise sanitária provocada pelo coronavírus. As instalações serão definitivas e poderão ser utilizadas para atender permanentemente a população do Juruá.

“A gente olha a estática e Cruzeiro do Sul vem crescendo em uma proporção muito rápida. Realmente a situação é preocupante. Como bem disse o governador, temos mesmo que nos preparar para o que pode vir por aí. Agradecemos o apoio do Estado e ficamos felizes com a construção do hospital de campanha, torcendo para que ninguém precise utilizar esses leitos. Não tenho dúvidas governador, que toda a sua dedicação com a população do Juruá será reconhecida”, enaltece o prefeito de Cruzeiro do Sul.

A empresa responsável pela obra é a EMT Construtora Ltda, que conforme especificado em edital de chamamento, foi a que apresentou proposta em caráter mais definitivo, com execução dos serviços em 30 dias. “A proposta vencedora se comprometeu a priorizar o tempo hábil, a grande prioridade do governo neste momento para dar respostas rápidas na assistência à saúde”, ressaltou o secretário de Infraestrutura.