O prefeito Isaac Piyãko (MDB) de Marechal Thaumaturgo tem esbanjado dinheiro público com transportes aéreos para ir ao município de Cruzeiro do Sul, consta no portal da transparência da prefeitura que durante os três anos e quatro meses de gestão do emedebista, foi gasto mais de 300 mil com transporte aéreo.

De acordo com o portal, todas as despesas correspondem a fretamento de aeronaves da empresa Aerobran Táxi Aéreo LTDA nos trechos de Cruzeiro do Sul a Marechal Thaumaturgo.

O vereador Atilon Pinheiro, ao tomar conhecimento da situação, ficou indignado pois afirmou que para um cidadão do município, o gestor Isaac Piyãnko não é capaz de ajudar com uma passagem para Rio Branco para o cidadão fazer tratamento.

No primeiro ano de mandato de Isaac Piyãko, o que corresponde ao ano de 20017, foi gasto com aeronaves o valor exato de R$ 45.500,00 (quarenta e cinco mil e quinhentos reais), com a justificativa de transporte de servidores em curso de capacitação.

Já no segundo ano de mandato de Isaac, o que corresponde ao ano de 20018, o prefeito achou que gastou pouco e resolveu gastar um pouco mais, chegando ao valor exato de R$ 63.000,00 (sessenta e três mil reais), com a justificativa também de transporte de servidores em curso de capacitação.

Vereador Atilon Pinheiro afirmou que fará uma denúncia no Ministério Público contra o prefeito de Marechal Thaumaturgo, Isaac Piyãko.

Quanto ao ano de 2019, pode-se dizer que o gestor pegou gosto na coisa, extrapolou e resolveu gastar mais do que os dois anos anteriores juntos, ultrapassando o dobro dos valores anteriores em um único ano chegando ao montante de R$ 168.000,00 (cento e sessenta e oito mil reais), com a mesma justificativa dos anos anteriores, o que gera muitas dúvidas quanto ao valor ter crescido muito.

Em 2020, nestes quatro meses de mandato já foram gasto o valor de R$ 48.000,00 (quarenta e oito mil reais), mas desta vez decidiram omitir as informações e dizer somente o óbvio que é o fretamento de aeronaves para o trecho de Marechal Thaumaturgo a Cruzeiro do Sul.

Os três anos que os servidores passaram fazendo capacitação e mais o valor gasto em 2020, no qual não especificaram, foi gasto dos cofres públicos o valor de R$ 322.500,00 (trezentos e vinte e dois mil e quinhentos reais), pagos a empresa Aerobran Táxi Aéreo LTDA.

É um recurso que foi gasto em vão, pois até o momento não se viu resultado. São mais de 300 mil reais sem trazer nenhum benefício para o município. Diante do ocorrido, o vereador Atilon afirmou que fará uma denúncia no Ministério Público contra o prefeito, que segundo ele não agiu de forma correta ao gastar esses valores.