Um crime premeditado está sendo investigados pelas autoridades policiais do município de Epitaciolândia, ocorrido na noite desta segunda-feira, dia 20, por volta das 7h40, no Ramal Mato Grosso com acesso pelo km 32 da BR-317, localizado na zona rural do município de Epitaciolândia.

Segundo foi apurado até o momento, a esposa do taxista juntamente com o sobrinho, seriam os principais suspeitos de matar o taxista Edilson de Lima Monteiro (46), com pelo menos quatro tiros efetuados por uma pistola modelo Gloc, calibre 380. 

A primeira história seria de que um latrocínio, quando cerca de três bandidos teriam invadido a propriedade e mataram o taxista, para depois fugir. Mas, com a chegada dos policiais do Grupo Especial de Fronteira – Gefron, no local o crime tomou outro rumo após a tia e o sobrinho entrarem em contradição.

Foi quando a mulher teria confessado tudo, que teria efetuado o primeiro disparo e o taxista caiu por cima do vaso sanitário e depois no chão do banheiro. Os demais, foi o sobrinho que pegou a arma para dar os restantes, sendo que dois foi na cabeça.

Segundo foi relatado pela mulher que vivia por cerca de 11 anos com a vítima, o mesmo teria abusado de sua filha, fato esse que levou a planejar o crime com seu sobrinho, utilizando a arma do esposo e que após vender a propriedade, daria uma parte para que fosse viver em outro estado. Até teriam tentado contratar outra pessoas, mas não conseguiram.

Após o plano ter dado errado, os dois levarem os policiais aonde teria escondido a arma, para em seguida serem presos e conduzidos para delegacia, onde ficaram a disposição do delegado.

O corpo foi resgatado do local por agentes da Polícia Civil de Epitaciolândia e seria levado à Capital para os exames cadavéricos, para em seguida ser entregue aos familiares.

Socorristas do SAMU foram até o local e apenas constataram o óbito. Homens da Polícia Militar e Gefron isolaram o local, afim de descobrir os envolvidos. Por Alexandre Lima / oaltoacre