Imagem mostra dois profissionais da saúde checando um exame em Wuhan, no dia 16 de abril — Foto: Hector Retamal/AFP

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 14h20 deste domingo (19), 37.437 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 2.388 mortes. Foram confirmadas 300 mortes somente no sábado (18).

A Bahia registrou trinta novos casos de coronavírus e chegou a 1.230 mil pessoas contaminadas com a doença, segundo boletim divulgado no início desta tarde. O número de mortes subiu para 44. Em Pernambuco, as confirmações de caso chegam a 2.459, e o número de mortes a 216.

No Ceará, o número aumentou para 3.108 diagnósticos e 181 mortes em decorrência da Covid-19. No Pará, foi confirmada a 34ª morte: um homem de 38 anos, de Parauapebas, sudeste do estado.

O Mato Grosso do Sul, Roraima e Sergipe confirmaram mais casos, mas ainda nenhuma nova morte neste domingo.

O maior número de casos ocorreu em São Paulo: o estado agora tem 13.894 casos e 991 mortes. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 4.543 casos e 387 mortes.

O balanço mais recente do Ministério da Saúde, divulgado neste sábado (18), aponta 36.599 casos confirmados e 2.347 mortes.

Sepulturas extras em São Paulo

Cerca de 13 retroescavadeiras começaram a trabalhar na abertura de sepulturas extras no sábado (18) no cemitério da Vila Formosa, na Zona Leste de São Paulo, segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo (Sindsep), que representa os trabalhadores do Serviço Funerário Municipal. A ação também foi registrada por câmeras aéreas no Cemitério do Jardim São Luiz, na Zona Sul.

Para alertar e incentivar as pessoas a ficarem em casa, o cineasta João Wainer fez o vídeo acima, que viralizou nas redes sociais, mostrando a situação no Cemitério São Luiz, na Zona Sul de São Paulo. Lá, várias sepulturas também foram abertas para atender óbitos pela Covid-19.

Alta incidência de casos em Noronha

Com cerca de 3,3 mil habitantes, 26 pacientes tiveram o exame positivo para a doença, até o sábado (18). Proporcionalmente, o arquipélago é o local com uma das maiores incidências de casos confirmados da Covid-19. Por isso, a partir de segunda-feira (20), Fernando de Noronha está sob quarentena, decretada pelo governo de Pernambuco.

De acordo com o superintende de Saúde da Administração da Ilha, Fernando Magalhães, uma investigação indicou o aeroporto como foco da Covid-19.

Os infectados, até o sábado (18), são 16 homens e dez mulheres, com idades entre 25 e 59 anos. Grande parte dos pacientes trabalha ou tem parentes no aeroporto.

Fonte: Ministério da Saúde até 15 de março; secretarias estaduais da Saúde a partir de 16 de março.

Laboratório de Wuhan nega responsabilidade

O diretor do laboratório de segurança máxima na cidade chinesa de Wuhan, alvo de uma polêmica nos últimos dias sobre a origem do coronavírus, negou categoricamente no sábado (18) a hipótese de que o vírus tenha saído do local.

“É impossível que esse vírus venha de nós”, disse Yuan Zhiming, diretor do laboratório Wuhan, em entrevista à mídia pública

A origem da pandemia de Covid-19 virou um motivo de disputa entre os Estados Unidos e a China. O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que o governo americano investiga rumores envolvendo um instituto de virologia da cidade de Wuhan, primeiro epicentro da doença. Do G1 São Paulo