Mesmo com a crise que o mundo, o Brasil e o estado vivem devido a Pandemia do
COVID-19, boas ações estão se multiplicando cada vez mais e trazem um pouco de esperança para este momento de crise.

E no interior do Acre não é diferente. Em Brasileia, um grupo de mulheres denominado “Amigas da Aleh” realizou no Domingo, 12, dia de páscoa e da Ressurreição de Jesus, uma ação voluntária independente para levar alegria para aqueles que vivem longe dos bons e sortidos ovos de páscoa ou até mesmo nunca tenham ganhado um em suas vidas.

Caminhando pelas ruas da comunidade do bairro Nazaré, área periférica do município de Brasileia. O grupo de mulheres composto pelas amigas: Alexandra Aguilar, Joyce Amorim, Ituany Melo, Gabriele Britto, Izabelle Araújo, Mariana Pereira e o fotografo Leozinho do Brás.

Realizaram a entrega de mais de 150 ovos de páscoa para crianças carentes do bairro e estrangeiros que se encontram no município, como Haitianos e Senegaleses. O grupo, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, utilizaram-se de máscaras, álcool gel e luvas para evitar a proliferação do Corona vírus, mesmo sem a cidade ter nenhum caso confirmado.

A idealizadora, Alexandra Aguilar, fala da ação desempenhada com as amigas.

“Isso não tem preço. A gente saiu gratificada, e com outra visão do mundo. Aprendemos muito com quem tem menos. Eu já tinha ido outras vezes à comunidade que abracei e tenho um carinho muito grande. Isso pra mim é praticar amor! É o primeiro projeto oficial de muitos que virão, se Deus quiser!”, destaca a organizadora Alexandra.

A funcionária pública, Joyce Amorim, destaca a emoção em participar da ação “Não temos como explicar a sensação de ver o sorriso das crianças no rosto, que às vezes não tem nem o que comer é a mais pura e gratificante do mundo. Vimos o quanto essas pessoas precisam da nossa atenção, pois moro próximo ao bairro, mais não tinha total conhecimento da realidade daquelas pessoas. Então hoje foi um dia de aprendizado e de muita gratidão”, finaliza Joyce.