O jovem Raideson Dantas Arantes, de 23 anos, morreu nesse domingo (5), após levar vários tiros. O crime ocorreu no bairro São Francisco, no município de Manoel Urbano.

A vítima estava na varanda de casa quando os criminosos, que estavam encapuzados e armados, se aproximaram do local e iniciaram os disparos. Os tiros atingiram a perna, braço e tórax de Arantes.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e levou o rapaz para o pronto-socorro de Rio Branco. Segundo o diretor da unidade, Areski Peniche, ele foi atendido, mas no centro cirúrgico acabou não resistindo.

O delegado responsável pelo caso, Rodrigo Noll, informou que a motivação do crime seria disputa entre facções criminosas. De acordo com ele, ainda não está comprovada a participação da vítima em organização criminosa, mas familiares dele estariam envolvidos com o crime organizado.

Dois homens foram presos em flagrante e um menor apreendido. Na delegacia, um deles confessou o crime e disse que estava sendo ameaçado pela vítima.

“A justificativa do rapaz que confessou não deixa claro que é guerra de facção, embora tudo indique isso. A vítima tem parentes que pertencem a uma organização criminosa, mas a vítima a gente não tem essa confirmação ainda. No local do crime, o aparelho de celular da vítima não foi encontrado e a esposa disse também que não encontrou. Então, é possível que, além do homicídio, eles tenham roubado”, disse o delegado.

Os policiais militares durante as buscas pelos suspeitos acabaram apreendendo ainda duas armas de fogo, sendo uma escopeta calibre 24 e uma espingarda calibre 16 e munições. Por Iryá Rodrigues, G1 Acre