O resultado do exame feito pelo Laboratório Merieux, em Rio Branco, deu negativo para o diagnóstico de Covid-19 no caso do imigrante africano que foi isolado com os sintomas do novo coronavírus, em Assis Brasil.

A secretária de Saúde da cidade, Selma Gomes, disse que o resultado ficou pronto no sábado (4). O imigrante chegou a ficar em isolamento em uma sala de aula de uma das escolas da cidade. Ainda de acordo com a secretária, nenhum outro imigrante apresentou sintomas da doença.

O homem é natural da Mauritânia, país da África do Norte. Ele é um dos 300 imigrantes retidos na cidade de Assis Brasil, por conta do fechamento da fronteira do Peru com o Acre. O grupo está abrigado em duas escolas do município.

“Deu negativo o exame. Agora, como ele já cumpriu o período [de quarentena], ele volta a ficar no abrigo normal. Não apresentou nenhum sintoma mais. Nossas equipes estão indo todos os dias nos abrigos ver a situação desses imigrantes”, disse a secretária.

A cidade de Assis Brasil declarou estado de calamidade pública na quinta-feira (2). A medida permite agilizar serviços e procedimentos legais e administrativos que ajudam a conter a disseminação da pandemia da Covid-19. O decreto tem validade de 180 dias.

No último dia 23 de março, o prefeito da cidade, Antônio Barbosa, decretou situação de emergência na cidade e pediu ajuda dos governos estadual e federal no custo de insumos e abrigo aos imigrantes.

O aumento do fluxo de imigrantes colocou em alerta os profissionais de saúde do município, assim como a prefeitura. Isso porque, além das ações de enfrentamento da pandemia, eles precisam prestar auxílio humanitário.

O Ministério Público do Estado (MP-AC) instaurou, no último dia 30 de março, um procedimento administrativo para acompanhar as medidas que estão sendo tomadas para evitar a propagação da Covid-19 na região de fronteira. Por Iryá Rodrigues, G1 Acre