Um dos abrigos fica na escola Iris Célia Cabanela, no município de Assis Brasil, os Imigrantes estão a quase duas semanas na referida escola. Foto: Thamara Gonçalves

No município de Assis Brasil foi registrado o primeiro caso suspeito de covid-19, trata-se de uma mulher vinda de Rio Branco a cerca de duas semanas. Na manhã de hoje, (31), foi atendida na Unidade Mista de Assis Brasil apresentando os sintomas. 

Segundo a coordenação de vigilância hospitalar, a paciente está em isolamento sendo atendida pela equipe de saúde com todos os procedimentos necessários.

Também existe uma suspeita de um imigrante Africano identificado como Hamdinou El Bechir. De acordo com informações, Hamdinou veio de São Paulo há 15 dias atrás com intenção de chegar ao México, mas por conta do fechamento da fronteira está isolado no abrigo em Assis Brasil. Na madrugada desta terça-feira o paquistanês apresentou febre, tosse e sintomas respiratórios.

O estrangeiro foi atendido na Unidade Básica de Saúde Municipal Gildo Ferreira pelo Dr. Marcelo F. Lima que solicitou isolamento imediato e acompanhamento pela vigilância epidemiológica do município.

Com esta situação, a saúde municipal ficou em alerta para monitorar as pessoas que Hamdinou teve contato, que é um procedimento padrão de segurança. Assis Brasil está localizada na fronteira com o Peru e a Bolívia. Há algum tempo o prefeito Antônio Barbosa, Zum vêm alertando para o fluxo de imigrantes na cidade.

A redação do site 3 de Julho entrou em contato com o Prefeito Zum que nos informou que está tomando todas as medidas necessárias para evitar que o vírus se propague, inclusive Zum afirmou que já enviou o receituário médico do paciente para o governador Gladson Cameli e para o secretário estadual de saúde, explicando toda a situação para que, caso se confirme, seja providenciada a remoção do imigrante para a capital Rio Branco.