Prefeitura proíbe entrada de pessoas de outras cidades para conter Covid-19 — Foto: Assessoria prefeitura

A prefeitura de Porto Walter, publicou decreto, nesta sexta-feira (27), com medidas temporárias para conter o avanço da Covid-19. Entre elas, a proibição da entrada de pessoas de outras cidades, estados ou países no município.

No caso de moradores de Porto Walter que estejam retornando à cidade vão ter que passar por uma triagem e monitoramento da equipe de saúde. Em seguida, deve ficar em quarentena em casa, sendo proibidos de sair.

Outra medida é a proibição da entrada de turistas ou pessoas que não façam parte da equipe de saúde indígena nas aldeias. O decreto recomenda que as comunidades indígenas evitem a ida até a zona urbana do município para evitar contaminação.

A cidade de Porto Walter não tem nenhum caso suspeito ou confirmado de novo coronavírus. Segundo último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), nessa sexta (26), o Acre tem 25 casos confirmados da doença, sendo todos de pacientes de Rio Branco.

O decreto prevê ainda a proibição do transporte intermunicipal de pessoas para o município de Porto Walter, com exceção dos casos de urgências médicas autorizados através de encaminhamento médico.

Aulas suspensas

Assim como os demais municípios acreanos, a cidade suspendeu as aulas nas unidades da rede pública de ensino municipal e escolas privadas de educação infantil por tempo indeterminado.

No caso do transporte coletivo, entre eles táxis, freteiros, mototáxi, o decreto determina que devem utilizar álcool 70% em capacetes, maçanetas, assentos e pegadores de segurança das motocicletas. Além disso, os motoristas são obrigados a disponibilizar máscaras descartáveis para seus passageiros.

O documento proíbe o transporte de passageiros que apresentem sintomas como gripe, febre, tosse dentre outros relacionados à Covid-19.

A cidade deve ainda realizar barreiras sanitárias nos acessos de entrada do de Porto Walter-Acre. De acordo com o decreto, é obrigatória a entrada de pessoas pelo rio através da Rampa de Alvenaria de Porto Walter.

Está suspenso ainda o funcionamento de academias, bares e distribuidoras de bebidas. Os estabelecimentos que descumprirem a medida vão ter seus alvarás de funcionamentos suspensos. Do G1 Acre