Um dos grandes defensores do agronegócio e desenvolvimento pela exploração ambiental, Bocalon apareceu e desta vez para fazer uma crítica à política de isolamento social adotada pelo próprio chefe dele, o governador Gladson Cameli (Progressistas).

Em uma mensagem disparada hoje cedo em vários grupos de aplicativo, Bocalon deixou sua opinião e descontentamento com a situação, sem fazer uma referências aos cuidados que as pessoas devem tomar, o presidente da Emater pontuou apenas a parte da economia como sendo prioridade.

“Com a economia parada não se gera impostos. Não gerando impostos, não se terá dinheiro para pagar funcionários.

Dinheiro não nasce em árvore. Precisamos voltar a trabalhar. Estou dizendo isto nas redes sociais há 5 dias.

As pessoas já entenderam como se cuidar e cuidar dos vulneráveis”, afirma.