O caso será levado ao judiciário local, onde decidirá sob o caso. Fotos Alexandre Lima

Uma denúncia feita ao Siosp (190) no 5º Batalhão da Polícia Militar de Brasiléia, fez com que uma guarnição composta pelos sargentos Jackson, Nery e Bonifácio, se deslocassem até um comercio localizado na Avenida Manoela Marinho Montes, parte alta da cidade.

Ao chegarem no local por volta das 18h20 deste domingo, dia 22, perceberam que havia movimento dentro do estabelecimento e ao anunciarem a presença e pedindo para que abrissem a porta, nesse momento, o suspeito tentou fazer com que as três acompanhantes saíssem pela porta dos fundos.

Duas delas seriam menores de 9 e 13 anos e uma de 27 anos que seria mãe de uma delas. O acusado foi identificado como Mário de Oliveira, de 70 anos e tentou impedir a entrada dos policiais na casa para evitar o flagrante.

Foi quando conseguiram localizar as duas menores e a maior, todas da etnia Jaminawa. Ao serem indagadas pelos policiais, disseram que sempre estavam no local realizando favores com o ancião em troca de dinheiro e outros tipos de ‘ajuda’.

Preso em flagrante sob acusação de estupro de vulnerável, o ancião foi algemado e levado para a delegacia de Brasiléia. As menores e a maior, junto com testemunhas, também foram juntos para serem ouvidas pelo delegado plantonista. Por Alexandre Lima / oaltoacre