Em todo o mundo, casos da covid-19 chegam a 121 mil, mas taxa de letalidade da doença permanece relativamente baixa, em 3,5%

Dos 121,2 mil casos de infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV2) confirmados em 113 países, 66,2 mil (54,6%) se curaram, segundo dados de um monitoramento do Centro de Ciência e Engenharia de Sistemas da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.

A China foi o país com o maior número de vítimas do coronavírus. Desde o início da epidemia, em janeiro, 80,9 mil casos haviam sido confirmados, sendo que 61,5 mil pessoas já tinham se recuperado (76% do total).

Na Itália, segundo país mais afetado pela epidemia de SARS-CoV2, 8.514 pessoas testaram positivo para a doença causada pelo coronavírus (chamada de covid-19). Destas, 1.004 se curaram.

A taxa de letalidade da covid-19 ao redor do mundo tem sido em torno de 3,5%, de acordo com os números da OMS (Organização Mundial da Saúde). Até agora, foram registrados 4.290 óbitos.

Esse patamar de 3,5% é considerado por especialistas como relativamente baixo. As epidemias anteriores de outros coronavírus semelhantes a este, a SARS (síndrome aguda respiratória grave) e a MERS (síndrome respiratória do Oriente Médio) tinham taxas de letalidade de 9,6% e 35%, respectivamente. Do R7