A principal razão da defasagem no quadro dos funcionários está nas concessões de aposentadorias dos servidores nos últimos anos. A previsão é de que o concurso seja aberto ainda em 2020.

Para o cargo de técnico-administrativo, os ganhos iniciais são de R$ 3.605,34 acrescido de vale-alimentação de R$ 458 e de gratificações no decorrer da carreira pública.

Além dos cargos para nível médio, o IBAMA também solicitou abertura de um novo concurso para os cargos de analista ambiental e analista administrativo, com provimento de 894 e 313 vagas, respectivamente. As funções, que exigem diploma de formação superior, prevê remuneração inicial de R$ 8.089,64 mais benefícios.

Carência no quadro de servidores

Segundo o diretor da Associação Nacional dos Servidores Ambientais (Ascema Nacional), o pedido de um novo certame tem como justificativa a necessidade de preencher os espaços deixados por servidores que se aposentaram nos últimos anos.

Contudo, o número de vagas solicitado está abaixo do quantitativo. Segundo o Portal de Transparência do órgão, o quadro de funcionários do IBAMA possui 5.462 cargos, dos quais 2.151 estão vagos. Além disso, há ainda a previsão de aposentadoria de mais 750 servidores para os próximos anos, aumentando ainda mais a defasagem.

Concurso IBAMA completa 8 anos sem edital em 2020

O último concurso IBAMA aconteceu em 2012. De lá para cá, a expectativa para a divulgação de um novo certame aumenta a cada ano. Na época, foram ofertadas 469 vagas para 18 estados do Brasil, incluindo o Distrito Federal. Por Folha do Acre