No município de Marechal Thaumaturgo, os vereadores Silvano Queiroz (PT), Edésio Matos (PT), Amadeu Vieira (PT) e Atilon Pinheiro (PSD); decidiram denunciar o prefeito Isaac Piyako (PSD) por ter recebido valores abusivos em diárias, valores estes que chamam a atenção pelo fato de o município não ver resultados dessas viagens.

De acordo com os parlamentares acima mencionados, são valores muito altos que estão sendo mal aplicados enquanto o município enfrenta sérios problemas de desenvolvimento principalmente na área de infraestrutura.

Ao consultarmos o portal de transparência da prefeitura do município constatamos que as informações repassadas pelos vereadores à redação do site 3 de Julho notícias quanto a esta denúncia, são inteiramente verídicas, pois de acordo com o exposto no portal em pouco mais de três anos o gestor recebeu o valor exato de R$ 137.640,00 (cento e trinta e sete mil seiscentos e quarenta reais) somente em diárias.

É um valor alto para um município que até o momento não viu retorno desses valores no qual o prefeito recebeu, sendo que na maioria das descrições destas diária são referentes a viagens em busca de recurso para o município. Mas cadê esses recursos?

Para ser mais exato nestes pouco mais de três anos, o prefeito Isaac Piyako recebeu dos cofres públicos aproximadamente R$ 659,359,00 (seiscentos e cinquenta e nove mil trezentos e cinquenta e nove reais) juntando os valores de seu pagamento e das inúmeras diárias que o gestor recebeu.

Com certeza o prefeito do município tem outras prioridades que não estão sendo atendidas, como é o caso das Unidades Básicas de Saúde que em sua maioria estão desabastecidas, falta remédios, materiais para curativos e outros, enquanto isso o prefeito Isaac recebe esses valores altíssimos em diárias pagas com dinheiro do povo.

Os vereadores afirmaram que diante dos valores abusivo que o prefeito recebeu em diárias, o gestor será notificado para que vá na câmara de vereadores explicar para a população este situação e em seguida os parlamentares formalizarão uma denuncia tanto no Ministério Público quanto na Polícia Federal: “Ele vai ter que explicar tim tim por tim tim e ainda vai entrar em detalhes, pois a população merece uma explicação”, disse os parlamentares.

Nota abaixo e de 2020

Notas abaixo são de 2019

Notas abaixo são de 2018

Notas abaixo são de 2017