Enquanto o Acre tem o número de demitidos maior do que admitidos, deputado Bestene afirma que o ambiente ficou ótimo. Foto: Folha do Acre

De acordo com o Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), que foram divulgados pelo Ministério da Economia, o estado do Acre foi o segundo do país que menos deu oportunidade de emprego em 2019, gerando apenas 353 vagas. A capital do Acre encerrou 2019 com 223 vagas a menos no mercado de trabalho.

O que chama a atenção é que em Rio Branco, o número de demitidos foi maior do que o número de admitidos, onde 455 vagas foram encerradas no mês de dezembro. Não foi atoa que o governador Gladson Cameli foi considerado o pior governador do Brasil de acordo com um levantamento feito pelo Portal G1, onde o gestor aparece em última colocação referente aos governadores com desempenho abaixo da média.

Mas mesmo com o Acre sendo o segundo estado que menos deu oportunidade de emprego em 2019 em todo o país, o deputado José Bestene afirmou que o ambiente político ficou ótimo, mais otimista do que nunca, fazendo menção ao pacote de obras que o governador anunciou em outro momento que abriria este ano de 2020 (ano de eleição).

Deputado estadual José: Há muito por se fazer até que de fato o governo faça o Acre ser visto com bons olhos Bestene

Segundo José Bestene, o governo Gladson deve nadar de braçadas já em 2020. “Os empregos de 2019 foram gerados pela retomada da construção civil devido as muitas obras inacabadas”, disse o parlamentar.

O fato é que a população está em busca de saber para onde foram essas vagas de emprego geradas no ano passado, pois segundo o cadastro da Caged, o Acre foi o segundo estado que menos menos deu oportunidade de emprego em 2019, então diante deste resultado não há o que se comemorar.

A população acreana espera que o Acre saia do vermelho, não só com relação a partidos políticos, mas também diante dos resultado comparados com os do Brasil, onde o Acre só aparece de forma negativa, diante das demais cidades. seja no desenvolvimento econômico, ou nas outras áreas como a segurança pública, pois há muito por se fazer até que de fato o governo faça o Acre ser visto com bons olhos.