Diante do alto índice da criminalidade em Rio Branco, e aqui não estamos falando somente de homicídios, mas sim de toda a prática ilícitas que vem sendo praticada pelos criminosos, é no mínimo inadmissível que o governo do estado deixe faltar combustível para a polícia que é quem está tentando trazer segurança para a população.

Pois é isto que está acontecendo, o Sargento da Polícia Militar do Acre, Ruberval Magalhães de Siqueira, usou as redes sociais para trazer esta situação ao conhecimento de todos, que enquanto o governador está em Las vegas, com o vice Major Rocha, o comandante-geral da polícia Militar, Cel. Ulysses Araújo, em uma feira de arma feira de armas, as viaturas da polícia estavam sem combustível durante está terça-feira (21).

Em seu comentário o Sargento diz que se tivesse ao meno Diesel S10 para abastece as viatura já ajudava bastante isto foi uma resposta ao governador Gladson Cameli mostrando que há problemas mais urgentes a serem resolvidos para vencer a guerra contra a criminalidade que infelizmente está tomando conta do estado.

O fato é que não adiantou o governador adquirir mais de 120 viaturas se não tem como manter abastecida para circularem nas ruas, o que se espera é que não aconteça com as armas o que está acontecendo com as viaturas, onde se adquire 2,5 mil novas armas e depois não tenha munição para todas.

Acredita-se que esta falta de combustível não se deu por falta de dinheiro, pois de acordo com Gladson, dinheiro tem só falta gestão, e já que ele está ausente e o vice major Rocha não tem assumido o comando, pois também se ausenta do estado na ausência do governador, pode-se deduzir que Gladson tinha razão, está faltando gestão!!!