A redação do site 3 de Julho Notícias teve acesso a uma informação até o momento sigilosa, através de um servidor da Casa Civil, que segundo a fonte, o governador Gladson Cameli está considerando um afastamento do governo por motivo de problemas psicológico.

O que se sabe é que o Governador Gladson Cameli estaria abalado com a situação do estado por achar que seu governo não está dando conta de resolver os problemas que o estado está enfrentando, e com isso o gestor chora muito e estaria sofrendo de insônia, devido um quadro meio depressivo.

Cameli se elegeu prometendo mudanças  e achando que ser governador do Acre seria as mil maravilhas, ou seria moleza assim como foi quando ele era senador, mas Gladson não imaginava onde estava se metendo

Com pouco mais de um ano administrando o estado, Gladson foi considerado o governador com menor desempenho do Brasil (segundo um levantamento feito pelo portal G1 em todo o país) e o pior administrador que já passou no Palácio Rio Branco.

O jovem riquinho do Juruá perdeu o comando do estado, pois não tem pulso forte, a saúde está um fracasso, a segurança pública nem se fala, o pagamento de algumas empresas estão em atraso, inclusive os salários dos terceirizados, mas diante de tantas dificuldades, a solução que Gladson encontrou foi se ausentar ao máximo do estado, acreditando que ele estando ausente, o Vice Major Rocha ficaria no comando para resolver os pepinos, mas o tiro saiu pela culatra.

Ao notar a estratégia de Gladson, o Vice Major Rocha resolveu não corresponder as expectativa do menino governador, quando Gladson viaja, Major Rocha também parte, é provável até que os dois tenham pegado o mesmo voo.

O fato é que com isso os problemas foram se agravando, e a situação psicológica em que o governador Gladson se encontra, o jeito foi buscar ajuda para a saúde mental no United States of America (USA).