Equipes do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para ajudar na redução da superlotação — Foto: Rede Amazônica Acre

A Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, está inserida entre os 40 hospitais que vai receber ajuda do Ministério da Saúde para reduzir a lotação na emergência.

O Projeto Lean Emergência está no 4º ciclo e começa a visitar as unidades a partir de fevereiro.

A ideia do projeto é reduzir a lotação das unidades, no tempo de chegada em um leito de internação e no tempo de passagem pela urgência até a alta hospitalar. A ação, desenvolvida pelo Ministério da Saúde com parceria do Hospital Sírio Libanês, faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2020 o programa completa três anos. Ao todo, cerca de 57 unidades já passaram pela intervenção.

No quarto ciclo, as equipes vão visitar 40 unidades em 18 estados brasileiros. A data que a Fundhacre recebe a intervenção não foi divulgada. A visita é feita por equipes do Hospital Sírio Libanês.

O projeto ajuda a melhorar a capacidade operacional, organização dos fluxos, processos de trabalho e envolvimento da equipe com a gestão da unidade.

Segundo um balanço da Saúde, unidades onde as equipes já passaram apresentaram até 65% de melhora na superlotação, aumento na quantidade de leitos, entre outros.

A reportagem tentou contato com a direção da Fundhacre, mas não obteve sucesso até a última atualização desta reportagem. Do G1 Acre