Pelo menos 30 detentos se desligaram das facções criminosas para seguir o evangelho de Jesus Cristo no “Bloco da Benção”, no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, interior do Acre.

A meta é aumentar para oitenta o número de presos no bloco em 2020, sem perder a cautela na movimentação dos detentos. Os detentos candidatos são avaliados antes de serem levados ao bloco.

“Eles começaram a enxergar que o crime não compensa”, diz o diretor do presídio, Valquer Oliveira.

O projeto foi desenvolvido e coordenado pelo próprio religioso e vem sendo desenvolvido há anos em busca de resgatar membros de facção para convívio em sociedade, e já foi até tema de um documentário internacional falando sobre criminalidade e a saída pelos caminhos da fé.

(Aldeia FM).