Em reunião na sede da Prefeitura de Rio Branco a prefeita Socorro Neri definiu junto com a equipe, estratégias para agilizar o tempo de resposta do Município às famílias atingidas pela cheia do Rio Acre, que, atingiu nesta sexta-feira (10) 14,42m na avaliação das 6 horas. Dez famílias precisaram da assistência do Município e foram encaminhadas para casa de parentes pela Defesa Civil municipal.

“Estamos atentos a situação do Rio Acre e ao mesmo tempo alinhando com as secretarias municipais as providências para que o município permaneça de prontidão. Temos o alojamento no Parque de Exposições organizado em condições de uso, no caso de ocorrer a necessidade. Nossa expectativa é para que não haja mas, estamos monitorando e preparados para prestar assistência aos desabrigados”, disse Socorro Neri.

Na região do Alto Acre há uma vazante considerável, relatou o coronel George Santos, Coordenador da Defesa Civil Municipal. Em Brasiléia, segundo ele, o rio já desceu 5,42m, Xapuri diminuiu 1,5m e Capixaba estabilizou nas últimas 24 horas. Na cidade Rio Branco, se não tiver chuva significativa é possível que nas próximas 24 horas também estabilize, mas não descerá tão rápido como em Brasiléia, por exemplo, devido ao Riozinho do Rola.

“A prefeita Socorro Neri determinou que mantivéssemos as equipes do Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil de prontidão durante o final de semana”, explicou George.

A Prefeitura firmou parceria com a Superintendência de Patrimônio da União (SPU) responsável pelo Parque de Exposições, para a utilização do espaço, no caso das águas do rio continuem subindo e seja necessária a retirada de famílias das áreas alagadas. Equipes da Prefeitura trabalharam na infraestrutura do local e já construíram 100 abrigos, estrutura de banheiros e refeitório.