Os constantes naufrágios de embarcações no rio Juruá, fez com que a Marinha do Brasil 9° Distrito naval em Cruzeiro do Sul, intensificasse as fiscalizações. Em nota a Marinha destacou que diariamente são realizadas muitas abordagens, sendo cobradas os comprimentos das Leis e Normas da Autoridade Marítima, bem como os regulamentos passados quanto a segurança dos navegantes.

Diante dos recentes casos dos barcos que naufragaram, a Marinha informou a equipe do Juruá em tempo, que assim que tomou conhecimento dos casos, à agência Fluvial de Cruzeiro do Sul, Subordinada á Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental, enviou uma equipe ao local para apurar o ocorrido.

À Agência destacou que como não houve vitimas, muito menos poluição hídrica, um inquérito foi instaurado para apurar as causas e circunstâncias do acidente, além de possíveis responsáveis. No ano de 2019 foram realizadas 3.378 abordagens, que resultaram em 209 notificações e 14 apreensões. Por Daiane Santiago