O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre (SESACRE), realizam manifesto em frente a Assembleia Legislativa contra o governador Gladson Cameli que segundo relatos dos próprios sindicalistas, o governo quer privatizar a saúde do estado.

Além da possibilidade de terceirização, os manifestantes estão protestando contra a criação do instituto de saúde do Acre, segundo o protesto, a suposta organização dos servidores do Pró-Saúde com a criação do Instituto, é mentira. “O Pró-Saúde é uma coisa e o Instituto é outra”, explanou um servidor durante o manifesto.

De acordo com o projeto do governo, o Instituto irá beneficiar os trabalhadores de saúde, garantindo direitos junto a Consolidação das Leis do Trabalho e garante estabilidade de emprego.

Mas os servidores acreditam que não é isso que vai acontecer muitos estão indignados e não estão conseguindo trabalhar direito, pois segundo um manifestante, direto se ouve dizer que vão tirar isso, vão tirar aquilo, e que se terceirizar a saúde vai demitir os servidores do Pró-Saúde.

A indignação é tanta que os servidores decidiram vestir preto para manifestarem seu luto pela saúde.

“Nós temos que começar a orar, fazer culto em frente ao Palácio Rio Branco, nós temos que pedir a Deus, porque o capeta está solto, o capeta está dentro desse governo só infernizando a vida dos trabalhadores, nós temos que fazer uma vigília aqui oh!! Pedindo para que Deus tire o capeta de dentro desse governador que só quer sacanear os trabalhadores”, desabafou o manifestante.

O Servidor ainda afirma que vai pedir ao pai celestial para que tire esse coração mentirosos do Governador Gladson: “Porque quem mente rouba, Governador e você prometeu que ia nos ajudar e está só batendo todos os dias; a juíza tem que descer, venha comer carne moída maias nós pra tu vê como é bom, venha olhar as Unidades Ministério Público que vocês estão se fazendo de cegos, quem tem que ser punido é o governador”, concluiu o servidor.

Vídeo I:

Vídeo II: