Portal do Rosas – No momento em que os acreanos clamam por mais segurança, o governador do Acre desconsidera que o crime organizado está organizando a “roconha” nas ruas das cidades do Estado.

Numa dessas decisões, que somente o apadrinhamento político justifica, Cameli resolveu disponibilizar o policial militar Gene Glenn Diniz Andrade para prestar serviço na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac).

Pelo sobrenome, não é difícil identificar a ligação de parentesco do policial. Ele é irmão do líder do governo na Aleac, Gehlen Diniz (PP). Há indícios de que a irmandade falou mais alto do que os interesses da coletividade.

Pelo o que demonstrou na aprovação do seu pacote de maldades, na semana passada, Gladson Cameli gosta de ver muito policial nas dependências do Parlamento.

Ficar na rua está perigoso demais até para quem é policial.