Um bancário que não quis se identificar resolveu postar uma carta aberta nas redes sociais direcionada ao deputado estadual Neném Almeida, no qual o bancário apoio e pediu votos, mas após às eleições, consta na carta que o deputado se escondeu atrás das cortinas desde o dia da votação.

De acordo com o bancário, a decepção com o parlamentar veio a galope, foi necessário menos de 1 ano de mandato para Neném Almeida trair todos os trabalhadores do sistema bancário do Estado do Acre.

Veja abaixo a nota:

Carta aberta de um bancário arrependido ao deputado Neném Almeida

Bom dia, Sr. Deputado Neném Almeida. A priori, não vou me identificar por um motivo simples: não desejo ser vítima de perseguições futuras. Contudo, isto não retira a legitimidade das minhas palavras, bem como a verdade deste desabafo. Assim, se desejar, o Sr. pode me chamar de “um eleitor arrependido”, caso queira responder as letras frias contidas nesta carta. Sou funcionário de uma das maiorias agências bancárias do Estado e no último pleito eleitoral fui um militante voraz, um cabo eleitoral obstinado e um eleitor fiel. Visitei colegas de outras agências, convenci amigos de faculdade e determinei que todos na minha casa votasse em Neném Almeida para Deputado Estadual. A decepção veio a galope, apenas 10 meses. Foi necessário menos de 1 ano de mandato para o Sr. TRAIR a todos nós, trabalhadores do sistema bancário do Estado do Acre. É possível que o Sr. surja qualquer dia desses, depois que sair de trás da cortina que se escondeu desde o dia da votação, com alguma justificativa. Mas saiba que não há nada que justifique o seu voto a favor da Reforma da Previdência Estadual e contra os trabalhadores. ABSOLUTAMENTE NADA! Conte comigo, Deputado Neném Almeida, estou pronto e desta vez com a energia redobrada, para garantir que o Sr. não ganhe mais nenhuma eleição neste Estado.

VOCÊ PAGOU COM TRAIÇÃO A QUEM SEMPRE TE DEU A MÂO!