Os trabalhadores e o SINTEAC, que estão na frente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) desde as 7hs da manhã desta terça-feira, manifestando contra a reforma da previdência, colocaram vários cartazes em protesto contra o governo de Cameli que quer aprovar a PEC da maldade de qual maneira.

Um desses cartazes chamou a atenção pelo fato de chamar o atual governo de ditador, classificando o governo de Gladson Cameli um governo autoritário exercido por ele e seu grupo de pessoas, com supremacia do poder executivo, e em que se suprimem ou restringem os direitos individuais.

Sabe-se que este projeto que lei, vai prejudicar muito os trabalhadores, principalmente a classe da educação e desde o início os manifestantes estão na luta contra essa reforma.

Mas devido a falta de respeito do governador e do presidente da ALEAC, deputado Nicolau Junior, em colocar um grande número de policiais e impedir os manifestantes de adentrarem na Casa do Povo, os manifestantes não tiveram outra opção se não radicalizar também, pois situações extremas requer medidas extremas.

Muitos ovos foram arremessados na Assembleia Legislativa, e inclusive nos agentes que estão bloqueando a entrada da Sede.