O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um inquérito civil para apurar denúncia de supostos servidores fantasmas na Secretária de Saúde do Estado do Acre (Sesacre). A portaria foi publicada na edição de sexta-feira (22) do Diário Oficial do MP.

Como justificativa para o inquérito, o órgão afirma que cabe ao MP a defesa do patrimônio público e social, da moralidade e eficiência administrativas e de outros interesses coletivos.

A reportagem tentou contato com a promotora autora do inquérito para obter mais informações sobre a denúncia, mas foi informada pela assessoria do órgão que ela está em um curso fora do estado e que, portanto, não poderia responder.

Na publicação, o MP-AC determina ainda que sejam colhidas provas como depoimentos, certidões, relatórios e documentos para que ocorra a devida investigação.

Em junho deste ano, a então secretária da Sesacre, Mônica Feres, negou a denúncia de uma suposta lista de funcionários fantasmas. Em nota, a secretaria afirmou que “a nova administração da Sesacre passava por readequação administrativa em alguns setores”.

Mudanças na Saúde

Desde o final do mês de outubro, o governador do Acre, Gladson Cameli, tem se mostrado infeliz com a situação em que a Saúde se encontra e fez mudanças importantes na gestão.

No dia 30 de outubro, durante visita surpresa na Upa da Sobral, em Rio Branco, ele pediu desculpa aos pacientes ao constatar que dois médicos, que deveriam estar de plantão, não estavam na unidade.

Dois dias depois, no dia 1º de novembro, o governo anunciou que estava em tratativas com a atual secretária de Saúde, Mônica Feres Kanaan Machado, e que ela deveria entregar o cargo. No dia 7 de novembro, ela foi exonerada, após cinco meses à frente da pasta.

Além de Mônica, o secretário Adjunto Executivo, Jorge Rezende, e o chefe de departamento de administração da Sesacre, Julio Cezar da Silva, também foram demitidos no mesmo dia.

O coronel Marcos Sérgio da Silva Faustino Marques já tinha sido exonerado do cargo de secretário adjunto de Assistência à Saúde, da Sesacre, no dia 4 de novembro. O ex-secretário de Saúde, Alysson Bestene, voltou a assumir a pasta no dia 7 de novembro.

A reportagem entrou em contato com a Sesacre, por meio da assessoria de imprensa, e foi informado que a secretaria não foi notificada oficialmente. Do G1 Acre