Uma equipe do Corpo de Bombeiros teve que percorrer pelo menos 40 km, em uma área de difícil acesso, por conta da lama nos ramais, para resgatar Rael Souza da Silva, na zona rural do município de Rodrigues Alves, no interior do Acre, após ele ser picado por uma cobra.

A guarnição saiu do município de Mâncio Lima, por volta das 17h30 de quinta-feira (21) para fazer o resgate, que durou pelo menos 15 horas, e só chegou ao quartel novamente, por volta das 10 horas desta sexta-feira (22).

A caminhonete, disponibilizada pela família para o socorro, atolou várias vezes e o socorro só chegou ao local na madrugada, segundo informou o major do Corpo de Bombeiros, Claudio Falcão.

Silva foi picado por uma surucucu, segundo informou aos Bombeiros, na tarde de quinta, e a família fez o chamado por meio de um telefone rural e disponibilizou um quadriciclo e a caminhonete para que a equipe tivesse acesso à comunidade.

“Foi a noite inteira em pelo menos 15 horas de ação. A vítima não tinha condição nem de ficar de pé por conta da picada da serpente”, informou Falcão.

Segundo o major, o homem foi picado quando estava em uma caçada. Ele foi levado para o Hospital de Cruzeiro do Sul.

“Segundo a família, ele já está no hospitalizado, mas com o quadro de saúde bem debilitado por conta desse incidente com esse animal”, disse Falcão.

Ainda de acordo com Falcão, os Bombeiros fizeram o transporte em toda área de ramal e o Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu) conduziu o paciente até o hospital.

Do G1 Acre