O acreano Ronaldo Pereira, 54 anos e 1,74m de altura, nunca teve metas pequenas na vida. Quando o assunto é corrida de rua, sempre gostou de longas distâncias. Desde 2017 ele treina para vários tipos de provas. Mas a paixão por correr só apareceu depois de passar por uma situação que considerou constrangedora.

– Fui passear em Caldas Novas, Goiás, e lá uma professora de educação física ficou me zoando, chamando de gordinho e me apontando. Nesse mesmo parque aquático, fui para o tobogã e o cara perguntou quantos quilos eu pesava. Achei aquilo ali bem constrangedor e dali resolvei mudar de vida – revela.

Dois anos e meio depois a mudança deu resultado. Ronaldo pesa 80 kg e agora se prepara para um momento especial no novo ciclo. Ele vai competir na 2ª Maratona Internacional de Manaus, que tem percurso de 42 km.

– Vai ser a minha primeira maratona oficial e minha expectativa é ficar entre os 100 melhores – afirma.

A preparação para a prova tem treinamentos diários, cinco vezes por semana. E se engana quem pensa que a idade atrapalha. Em março ele participou da Meia Maratona de Paris, na França. Atualmente, sonha incluir mais duas competições internacionais no currículo.

– Meu projeto, em dezembro, é a São Silvestre, em São Paulo. A São Silvestre pra corredor de rua é como o Maracanã pra jogador de futebol. Se você foi um jogador de futebol e não jogou no Maracanã sua carreira não teve tanto brilho. E pra 2020 vem uma surpresa aí, se Deus quiser, a maratona em Berlim, na Alemanha – encerra.

Por Globo Espote Acre