Depois de deixar a condição de preso político em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai viajar pelo país para reforçar a oposição ao governo Bolsonaro. Como orientação política, Lula não vai fazer flexão tática para o centro, nem campanha pelo impeachment do titular do Executivo.

Lula planeja viajar o país e tentar fortalecer a oposição ao governo. Também está previsto um giro internacional para se encontrar com personalidades que se manifestaram contra a sua prisão. 

Logo após sua soltura, Lula fará um ato político em rente à sede da Polícia Federal, em Curitiba e um comício em São Bernardo do Campo. 

Também está previsto um giro internacional para se encontrar com personalidades que se manifestaram contra a sua prisão. 

Lula também deve se incorporar na preparação das candidaturas petoistas para as eleições municipais do ano que vem. 

A informação é do jornal O Globo