O juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior, determinou na tarde desta sexta-feira 8 a soltura do ex-presidente Lula, um dia após o Supremo Tribunal Federal decidir, por 6 a 5, que réus podem recorrer em liberdade até o trânsito em julgado.

Lula está preso politicamente há exatos 580 dias, desde 7 de abril de 2018, após condenação do TRF-4, de Porto Alegre, no processo do triplex do Guarujá. Depois de uma série de decisões persecutárias e aceleração na tramitação de seus casos, uma decisão do Supremo finalmente resultou em sua liberdade.

Assim como aconteceu em sua prisão, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, uma multidão aguarda a saída de Lula em frente à Polícia Federal em Curitiba. Uma vígilia formada por militantes fieis ao ex-presidente moraram no local durante todo o período da prisão.

Confira a íntegra da decisão