Por causa do baixo estoque de sangue, o Hospital do Câncer do Acre (Unacon) em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre) fazem uma campanha de doação de sangue para atender pacientes diagnosticados com leucemia aguda.

Atualmente, o Unacon atende uma média de 230 pacientes, destes 15 foram diagnosticados com leucemia aguda grave e necessitam com maior urgência da doação de sangue. Por isso, a campanha pretende sensibilizar a população neste momento de baixo estoque.

A dona de casa Francilene de Almeida está com o marido internado há uma semana, quando foi diagnosticado com a doença, e já começou o tratamento e precisa de sangue.

“É muito importante que as pessoas colaborem e ajudem, porque não é só meu esposo que está precisando de doação de sangue. Têm outros pacientes que estão no leito que ele está que estão precisando. Então, peço à população que ajude. Vocês estão doando, estão dando vida a outra pessoa”, apelou.

Mas, não é só o marido da Francilene que precisa de doação, por isso a campanha é destinada a todos os tipos sanguíneos.

O presidente da Liga Acadêmica de Hematologia do Acre, Witallo Souza, que está na coordenação da campanha, disse que a ação já ocorreu em um primeiro momento em uma universidade e agora se estende para o Unacon.

“Foi pensado pela necessidade do estoque baixo do Hemoacre. Nós, que somos da liga de hematologia, pensamos junto com o Hemoacre no primeiro momento em uma campanha que foi realizada no bloco de medicina e agora a gente expandiu em parceria com o Unacon para atender os pacientes com leucemia aguda grave”, disse.

Como ser doador

Para doar sangue basta procurar o Hemoacre. Além disso, é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, no caso de menores de 18 anos precisam estar acompanhados por responsável, pesar no mínimo 50kg e levar documento oficial com foto.

“Ainda há uma resistência porque, às vezes, as pessoas não conhecem esse processo e cabe frisar que o processo é feito com todas as normas de segurança tanto para o doador quanto para quem vai receber essa bolsa de sangue”, concluiu Souza.

Do g1 Ac