Todos os anos, acreanos são vítimas de acidentes por causas das BRs e rodovias em péssimas condições de trafegabilidades, e os responsável preferem fingir não ver o aumento nos índices de acidentes.

A começar pelo governo do Estado do Acre, onde a gestão é fraca e até então não tem um projeto  para as rodovias que são de responsabilidade do governador Gladson Cameli, que já mostrou que não está levando os assuntos mais chatos do governo muito a sério.

Mas também o que esperar de um governador que passa a maior parte de seu mandato viajando e gastando o dinheiro público com viagens e recebendo diárias gordas dos cofres do Estado, enquanto isso pessoas estão morrendo em acidentes por conta das más condições das estradas. Já são quase um ano a frente do poder e o seu maior projeto até agora foi viajar gastando o dinheiro do povo com o seus secretários e assessores e o Vice-governador. 

E em se tratando do Governo Federal, o Presidente não retribuiu ao Acre nestes 10 meses de gestão, tudo que os acreanos lhe deu nas urnas em 2018. Já que Bolsonaro teve aqui no Acre, a maior votação proporcional dentre todos os estados da federação brasileira.

E claro que Bolsonaro não iria perder a oportunidade de vir aqui no Acre fazer uma média para continuar iludindo aqueles que lhe apoiou, mas a realidade é que o atual presidente não conhece e nem está interessado em saber dos problemas que o Acre enfrenta.

Não pense nossos representantes federais, que adoram um selfs com Bolsonaro, que as Pontes, Hospitais, Rodovias e outras grandes promessas de campanha do governo Gladson Cameli, irá sair do papel, se não tiver essa parceria de perto e carinhosa do governo federal.

Aqueles que precisam se deslocar de um município para o outro é necessário dirigir em ziguezague pra desviar das crateras que vem tomando conta das estradas acreanas.

Um morador do Município de Porto Acre, procurou a redação do site 3 de Julho Notícias para denunciar o descaso por parte do governador Gladson Cameli (PP), com a rodovia AC-10 que liga Rio Branco à Vila do V e ao município de Porto Acre.

O morador afirmou que não se trata de apenas um trecho em estado crítico, a rodovia por inteiro está repleta de buracos que acabam comprometendo a trafegabilidade de quem precisa passar por essa rodovia e infelizmente o governador Gladson não tem previsão de quando vai poder recuperar esta passagem que é de inteira responsabilidade do Governo.

Tem também a BR-317 que liga Brasileia, Assis Brasil, Xapuri, Senador Guiomard, esta BR está muito perigosa e oferecendo grandes riscos para quem nela trafega, o trecho mais difícil fica entre Epitaciolândia e Xapuri, onde diversos acidentes já aconteceram.

Veja o Vídeo: