Murano Construções recebeu quase R$ 6 milhões do governo Gladson; empresa tem quase R$ 30 milhões em obra no Acre

Alvo de pedido de investigação pelo deputado Roberto Duarte (MDB), a Murano Construções está indo muito bem na administração Gladson Cameli.

Portal do Rosas – Importada do Distrito Federal para papar a maioria das obras do Estado, a empresa, segundo levantamento feito pelo Portal do Rosas no Portal da Transparência, recebeu, até agora, mais R$ 5,4 milhões.

Segundo históricos bastante genéricos nas justificativas de pagamentos, a Murano fez obras de engenharia inerentes à manutenção predial preventiva e corretiva em bens imóveis.

Se tiverem interesse, os órgãos de controle poderiam investigar a realização dos serviços, a fim de salvaguardar o erário.

A Murano chegou ao Acre por meio da adesão das secretarias de Infraestrutura e de Segurança Pública de uma ata da empresa no Instituto Federal de Ceres, em Goiás.

A empresa ganhou lotes que, somados, atingem o montante superior a R$ 56 milhões.

Desse valor, o governo do Acre aderiu mais de R$ 26 milhões, deixando de fazer licitação e limitando a concorrência das empresas locais.

A possibilidade de ter havido uso indevido da ata foi, em primeira mão, levantada pelo Portal do Rosas quando a empresa MSM Industrial Ltda executou as obras da rodovia AC-40 sem o devido processo licitatório.

Coincidentemente, a MSM. também recebeu R$ 3,9 milhões. Os pagamentos de maiores valores foram feitos após o empresário Jarbas Soster ter ido à imprensa criticar o secretário de Infraestrutura, Thiago Caetano.