Gladson criticava a gestão passada por conta de empréstimos e agora quer empréstimo de R$ 268 milhões do Banco do Brasil

De acordo com o governo os recursos irão ser usados para melhorar as condições de vias terrestres, melhoria no saneamento e reforma em escolas e unidades de saúde.

O governador Gladson Cameli (Progressistas) e os deputados de sua base sempre criticaram a gestão passada por conta de empréstimos bancários, afirmava em alto e bom som que o Governo tem dinheiro e que não havia necessidade de contrair dívidas com banco.

Mas parece que ao chegar no poder, tudo não passou de falácias, pois agora Gladson Cameli (que tanto criticou o PT por conta de empréstimo) quer autorização da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (ALEAC) para contrair um empréstimo no valor de R$ 268 milhões de reais junto ao Banco do Brasil.

De acordo com a justificativa do governo, o recurso será usado para aquisição de imobiliário público, no setor de habitação, saneamento, saúde, educação e produção. O pedido de empréstimo tem a União como fiadora e Gladson pediu que a tramitação seja em caráter de urgência.

E não a dúvidas de que será aprovado pela ALEAC, tendo em vista que os deputados que compõe a base do governo no parlamento são a maioria e que estão no jogo de “O mestre mandou”, tem que aprovar e fazer tudo o que o mestre mandar.

Na mensagem governamental aos deputados estaduais, Gladson destaca que os recursos garantirão a construção, manutenção, conservação e revitalização dos espaços públicos, além de oportunizar o acesso à moradia digna e regularizada às pessoas que se encontram em vulnerabilidade social nas áreas urbanas e rurais, atuando na construção, reforma, ampliação e conclusão de moradias.