“Ou resolve o problema ou entrega a pasta”, diz Calegário a Paulo Wadt após atrasar salários

Calegário acusou o secretário de ser omisso no cumprimento de suas obrigações, pois a empresa que presta serviço para a SEPA está com 8 meses de salário atrasado.

O deputado estadual Fagner Calegário usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para tecer duras críticas contra o secretário Paulo Wadt, titular da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa), que há 8 meses não paga a empresa terceirizada que presta serviços naquela secretaria.

Calegário acusou o secretário de ser omisso no cumprimento de suas obrigações de gestor, afirmou que o governador precisa nomear pessoas resolutivas e que Paulo Wadt precisa mostrar a que veio, resolvendo os problemas da Sepa ou entregar o cargo por suposta falta de competência.

“Ou entrega a pasta ou resolve o problema. O que não pode mais acontecer é o trabalhador ser prejudicado, o cidadão que espera bons serviços da secretaria ter prejuízo”, diz.

O parlamentar afirma que não é aceitável que há 8 meses pais e mães de família que prestam serviços na empresa terceirizada, estejam sem receber.

“Isso não afeta só os pais e mães de família que ficam sem o dinheiro suado dos seus salários não. Afeta todo o comercio local porque o mercadinho fica sem vender e sem receber o que vendeu fiado. Todo mundo sai prejudicado porque estas pessoas têm contas para pagar e precisam sobreviver”, diz.

Para Calegário, há um problema de falta de organização entre os secretários das pastas e a Secretaria da Fazenda.

“A desculpa é que a empresa está sem certidão, mas se a empresa não recebe uma hora a empresa ficará sem certidão, mas todos sabem que é plenamente cabível quando justificado o pagamento sem certidão. Então é hora de parar de hipocrisia e resolver as coisas. Secretários que estão em pastas fundamentais precisam se revestir de responsabilidade e não deixar pais e mães de família em uma situação lamentável desta”, diz.

Com informações de Folha do Acre