Justiça reduz seis anos da pena do acusado de esquartejar e filmar morte de jovem

O crime aconteceu no mês de janeiro de 2018 e ganhou grande repercussão. A pena do acusado reduziu para 36 anos, 7 meses e 20 dias multas.

Uma decisão da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Rio Branco determinou a redução da pena de 42 anos de André de Souza Martins, acusado de ter matado, esquartejado e divulgado imagens da morte da jovem Débora Bessa.

O crime aconteceu no mês de janeiro de 2018 e ganhou grande repercussão. A pena do acusado reduziu para 36 anos, 7 meses e 20 dias multas.

Para a polícia, o acusado contou com a participação de Luciele Souza do Nascimento no crime, no entanto, a pena da suspeita foi reduzida.

Segundo entrevista da defesa de Martins, com o advogado Cláudio Baltazar, dois motivos foram levados à Justiça para solicitar a redução da pena. Uma relacionada a qualificação de organização criminosa e que a quantidade de pena havia sido muito elevada.

O vídeo do crime mostra a vítima sendo decapitada viva. O acusado que teve redução de pena confessou na Delegacia que matou a jovem por vingança. Do ac24horas