Após 4 anos de luta contra leucemia, menino que se emocionou com banda da PM morre em hospital do Acre

Wagner dos Santos Reis, de 12 anos, ficou conhecido quando estava internado e se emocionou com uma apresentação da banda da Polícia Militar.

O menino Wagner dos Santos Reis, de 12 anos, não resistiu à luta contra a leucemia, e morreu na madrugada deste, sábado (14), no Hospital da Criança, em Rio Branco, após complicações por causa de um infecção nos pulmões e no coração.

Wagner ficou conhecido quando estava internado e se emocionou com uma apresentação da banda da Polícia Militar. Já em maio deste ano, a história dele tornou a ser contada quando teve o tratamento interrompido por falta de medicação. Na época, a mãe dele, a dona de casa Elisandra Valentim, disse que ele tinha que fazer duas sessões por mês durante um ano e cada dose do medicamento custava R$ 7,7 mil.

Depois de conseguir retomar o tratamento, o menino recebeu alta do hospital e retornou para casa, em Brasileia, no interior do Acre, onde morava com a família. Mas, passou mal, na última quarta-feira (11), e foi levado às pressas ao Hospital da Criança novamente, onde ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), até a madrugada deste sábado (14), quando não resistiu e morreu.

“Ele estava na UTI entubado desde quarta. Ele estava bem em casa, a gente saiu e, quando voltamos, ele começou a passar mal de uma hora para outra e foi levado para a UTI. Faz tempo que ele estava bem e, de repente, apareceu uma dor “, contou o pai de Wagner, Anderson Reis, de 35 anos.

O pai diz que o menino, agora, vai descansar após mais de quatro anos de luta contra a doença. Reis informou ainda que os médicos disseram que ele teve uma infecção e estava com a pressão arterial muito baixa e não resistiu por estar fragilizado pela doença.

“Foi uma luta muito grande. Ele está bem melhor [que nós], estou pensando positivo que ele foi morar com Jesus no céu, é isso que eu acredito. Acabou o sofrimento dele”, disse o pai.

O menino está sendo velado em Brasileia, onde a família mora e vai ser enterrado neste domingo (15), no cemitério do município. Do G1 Acre