Deputado Jonas Lima lamenta situação envolvendo Jenilson Leite e grevistas da Saúde

O parlamentar se solidarizou com Jenilson Leite (PCdoB), que teria sido agredido durante o ato.

O deputado Jonas Lima (PT) falou durante sessão desta terça-feira (10) sobre a confusão envolvendo servidores da Saúde grevistas e o Secretário Adjunto de Saúde, Jorge Rezende. 

Jonas Lima lamentou o fato do deputado Jenilson Leite, que estava acompanhando o movimento grevista em visita ao prédio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), ter sido agredido física e verbalmente pelo secretário adjunto. Ele pede que providências sejam tomadas.

“Um deputado pode entrar em qualquer repartição, ele é o fiscal do povo. Quanto mais se tratando de uma movimentação justa da Saúde. Não importa o partido, esse setor precisa receber um olhar especial. É inadmissível agredir física e verbalmente um legítimo representante do povo em ação. Isso precisa ser investigado. Algo precisa ser feito”, solicitou.

Jonas Lima seguiu dizendo que vários servidores da Saúde se aposentam doentes devido à carga excessiva de trabalho e os baixos salários que os levam a tirar seguidos extras. Acrescentou ainda que quando o atual governador Gladson Cameli se elegeu, foi prometendo melhorias, principalmente, nessa área.

“Quando o governador Gladson estava pedindo votos nas ruas ele prometeu mudança. Agora já está com oito meses de mandato e acontece essa truculência, não pode. Dar voz de prisão a um deputado por ele acompanhar trabalhadores é o cumulo do absurdo. Esse coronel vai ter que ir embora daqui”, ajuizou.